O Futebol misto

Durante muitos anos, vários países não permitiram que os mais jovens jogassem o futebol misto por razões culturais. Jovens meninas poderiam somente jogar futebol com outras meninas, independentemente da diferença de idade entre elas. Hoje, no campo da educação, muitos países já adotaram escolas mistas, nas quais as crianças não são mais separadas por gênero, mas por idade ou nível acadêmico.

A participação mista dos mais jovens no esporte e no futebol seguiu o mesmo caminho. Cabe destacar que certos países permitem a participação mista no futebol até a idade de 12 anos, enquanto outros não impõem nenhuma restrição, o que explica porque, nestes últimos anos, o futebol tem crescido tanto. Permitir que meninos e meninas joguem juntos contribui para sua emancipação, melhora a tolerância e promove o respeito mútuo. Ao jogar com os meninos, as meninas adquirem uma imagem mais positiva de si mesmas, aumentam sua autoestima e conhecem melhor suas habilidades.

A participação mista no futebol engloba todas as formas de competição nas quais, os meninos e as meninas, ou jogam juntos, ou uns contra os outros. Em outras palavras, podemos usar o termo “futebol misto” para nos referir a qualquer um dos seguintes casos:

 

  • uma equipe de meninos que joga contra uma equipe de meninas;
  • uma equipe mista (meninos e meninas) joga contra uma equipe de meninos;
  • uma equipe mista (meninos e meninas) joga contra uma equipe de meninas;
  • uma equipe mista (meninos e meninas) joga contra outra equipe mista. 

Permitir o futebol misto pelo menos até a idade de 12 anos – onde for possível e tendo em mente a estrutura das diferentes sociedades e as possibilidades educacionais e culturais disponíveis – contribuirá enormemente para o desenvolvimento do futebol como um todo. 

109_04.jpg

Grassroots

Football for everyone